quinta-feira, 21 de setembro de 2017

14.Dízimo, a verdade nua e crua (REPOSTAGEM)

                                                                              Informação consciente é Luz!!!

Nos tempos idos do império romano, cobrava-se uma “contribuição” que equivalia a 10% da produção do agricultor, em produtos agrícolas, que denominava-se “decimus” em Latim, que era o idioma do império romano. O agricultor que naquele ano não tivesse tido boa produtividade, repassava o seu “decimus” dos produtos com acréscimos. O significado do Latim histórico de “decimus” é “morte”, porque os que não repassassem dez por cento de sua colheita, eram reunidos em “praça pública” e uma pessoa do grupo era escolhida pelo imperador para o sacrifício. Alguns eram mandados para a arena para divertirem o imperador.
O ambicioso e cruel império romano sempre usou da indução, dissimulação e violência para suas conquistas, a exemplo do “decimus”, das conquistas cruéis e da cruz que foi usada como “um instrumento de morte humilhante” que nada tem de sagrada.
Portanto, o “decimus = dízimo” era uma “contribuição” imposta pelo império romano,  repassada pelos agricultores em produtos agrícolas e não em dinheiro.

Mas em verdade como surgiu esse “imposto” e por quê ?
Os antigos e poderosos impérios do passado, cediam aos nobres de suas cortes, aos duques, arquiduques, aos marqueses, barões, etc., uma grande quantidade de terra produtiva onde concediam-lhes todo o direito de domínio e da nobreza, entretanto dez por cento de sua produção e ganhos de conquistas, teria que ser repassado fielmente ao rei a cada colheita ou conquista.
A igreja, como uma monarquia papal, ardilosamente“implantou” o pagamento do dízimo em dinheiro, como se fosse uma “criação divina”, e hoje, os gananciosos pregadores ardilmente induzem e persuadem  aos “menos-informados” para poderem viver ociosamente à custa deles. Isso é persuasão, arresto, usura e confisco... e o confisco acontecia comumentemente durante a inquisição católica antes de sacrificar a pessoa.
Há pastores que dormem e ficam ociosos o dia todo e instigam membros de sua igreja, até mesmo a limparem a sua casa e os servirem em trabalhos domésticos, como se  “divinos” fossem. Cobram o dízimo de seus membros como se fosse uma dívida e vivem “mordomicamente” em casas palacianas e  inclusive, muitos deles mantém filhos estudando fora do país à custa dos sacrifícios financeiros  dos “menos-informados-membros”. Muitos deles mantém contas bancárias bilionárias, fazendas, gado, carros luxuosos, caríssimos anéis de ouro e uma vasta lista de escrituras imobiliárias, a exemplo do que se pode ver pelas redes sociais. Isso virou meio de vida no Brasil devido ao perdão de impostos e IPTU concedido às igrejas, que procuram manter alguns membros no Congresso Nacional em Brasília.

Como o imperador Constantino ia ser deposto por tirania, frios assassinatos e má administração, decidiu ele reunir os seus políticos dando-lhes a incumbência de “criar um livro de normas e condutas religiosas” onde o dízimo foi imposto para cobrir as despesas de velas e o óleo para iluminação. Esse livro de normas e condutas religiosas foi, em grego antigo, chamado de “bíblia, plural de “biblion= bublos  papyrus = rolo de pergaminho” por não existir o papel naquela época. Muitas cópias dos rolos” foram feitas e espalhadas pelos políticos por todo lado e muitas delas até enterrados, sob pedras, construções antigas, grutas, montes e montanhas, e foi assim que surgiram as “escrituras” que muitos acreditam terem  sido escritas por “divinos”.
Foi tudo de caso pensado, ajustado, para que a igreja tivesse a sua continuidade católica sem despender um centavo sequer para a sua manutenção e ainda “poder cobrar indulgências”. A igreja católica sempre foi  uma monarquia papal, que vende, a altíssimos valores, inclusive, títulos da nobreza italiana, porque a bíblia,  é “o livro dos ajustes” e a “cruz” imposta pelos romanos, como instrumento de continuidade do império romano.
Desde o início dos tempos, a igreja defende ambiciosa e vaidosamente o direito de usar títulos da nobreza monárquica: Dom, Cardeal, Duque,Arquiduque, Bispo...

Recebeu Constantino, então, o título grego de “páppas = papa, termo infantil para “pai”, sendo, pois, o primeiro da crença católica.
Foi então determinado que a adoração ao Soberano Grande Sol Central, a Luz do Mundo, fosse proibida a partir daquela época, e que todos devessem aceitar “ o então livro”, como norma de conduta imposta por Constantino e seus políticos.(O Soberano Grande Sol Central, Aton,  foi adorado pelo Faraó Ankh El Aton, popularmente chamado de Ankenaton, o primeiro monoteísta da história mundial).
Resta pois, esclarecer, que Constantino sequer aceitava o “então livro”, porque era totalmente incrédulo de toda e qualquer crença cristã,  mas valeu-se de tudo isso para se salvar da deposição como imperador romano além de receber a qualificação de “bonzinho”.  Ele sequer acreditava no batismo usado pelas religiões, que diga-se ‘en passant, não há teor espiritual algum.
Aquele que não aceitasse a imposição do “então livro” era severamente punido quando não, crucificado.
Assim se deu a chegada do então livro de normas e condutas religiosas com suas imposições dissimuladas e engodos.
Portanto, “o dízimo ” não tem origem hebraica e não tem fundamento espiritual.


“Eles vieram com um livro chamado bíblia nas mãos e a religião deles. Roubaram as nossas terras, esmagaram as nossas Almas e agora nos diga se devemos ser ‘gratos’ ao deus deles por termos sido ‘salvos’”  (Chefe Pontiac da Tribo Ottawa, Canada)
Thunna Burnama (Thunkásila Hehaka Phá)

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

13.Xamanismo, o que é ? (REPOSTAGEM)

Xamanismo não é religião, seita, dogma ou doutrinamento, mas Espiritualidade Superior. É a Natureza, a Divina Mãe-Terra (Wakháŋ Uŋčí Makhá) operando com toda a Sua força e poder energéticos; é a Soberana Fonte Infinita da Luz Divina, a Deidade Solar (Thuŋkášila Wí), cintilando sobre todos os Seres Vivos, seja animal, vegetal, sólido, planetas, astros...o Multiuniverso.
Xamanismo é obra multiuniversal levando a iluminação e a consciência da Fonte Infinita à todos os Seres; é cura d'Alma e proteção.

O Xamanismo nasceu com a Criação Universal, pois que é a própria Natureza, a própria Espiritualidade sem qualquer conotação religiosa, de seitas, de dogmas ou doutrinamentos criados pelo homem. Portanto a sua idade remonta à Soberania da Criação Universal, por ser o Poder Espiritual Natural; é a integração do Sagrado com todo o Universo. São os objetivos do Xamanismo, que é além, a conexão do Ser com a sabedoria interior, com a multidimensionalidade como Ser Divino que é, porque a baixa frequência da Terra,  - as crenças religiosas, as seitas, os dogmas, as doutrinas, o ego, a ganância – foram  impulsionados pela “hierarquia draco-reptiliana da falsa luz”, tirando o Ser Humano de seu verdadeiro Caminho Espiritual, porque a nossa natureza é ser Luz Divina.
Infelizmente, ainda há pessoas, que pouco ou quase nada conhecem do Xamanismo, e acham que Xamanismo é “coisa de índio”, e muitas vezes, preconceituosamente, perdem o seu interesse de trilhar o Caminho de sua Fonte Divina, mantendo-se presos às limitações, opressões, submissões e domínio das doutrinas, pregadores, dos dogmas, de escritos religiosos urdiosamente tendenciosos e das crenças religiosas por simples tradição secular familiar.

Somos Seres Espirituais Multidimensionais, eternos caminheiros cósmicos, já  “prontos para uma próxima jornada, conscientes na Luz Divina”, quando a religião é obra ego-pretensiosa da “hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz do astuto-demiurgo” impulsionada pelo homem, induzido pela ambição, para submeter e aprisionar o próprio homem, quando viemos a Terra com o único propósito de trilhar o Caminho da Fonte Infinita da Luz Divina e cumprirmos a nossa missão longe dos ambiciosos pregadores e suas religiões.
Essa é a meta a ser atingida por todos os seres vivos. Alguns mais cedo do que os outros, porque cada um se apronta para a recuperação de sua Consciência Divina  na sua hora.Se não nesta existência, numa, dentre tantas outras vindouras.
Consciência Espiritual é Luz Divina, é liberdade, é saúde física e espiritual, é abundância e prosperidade, é amor incondicional, é unicidade, é alegria... quando o desequilíbrio energético do espírito, gerido pela “hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz” conduz, indubitavelmente, às enfermidades, à depressão, às doenças e às limitações das sucessivas desnecessárias  reencarnações inconscientes, dominadas pelos “criadores do karma da hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz.”

A Alma anseia pela liberdade porque todos nós viemos para cumprimento de uma missão de livre arbítrio.

Xamanismo é o respeito-reverente à Natureza, que é, em verdade, a nossa Mãe-Terra, que com toda a sua exuberância, nos alimenta, nos protege, nos cuida, nos abriga... e ainda nos obsequia com imparidade divinal como filhos, com a beleza viçosa e resplandecente de suas paisagens vitalizadas com a energia vigorosa da Deidade Solar(Thuŋkášila Wí),

Xamanismo, é,  pois, estimados companheiros de jornada,  a integração com o TODO, e o TODO é o Infinito Universo de onde viemos como Luz Divina e Soberanos.
Xamanismo é Amor Incondicional onde todos os seres vivos formam um TODO em UM com a Grande Fonte Soberana da Luz Universal. É a perfeita integração.
                                                                                 *
Xamanismo não é religião de índio, mas o sábio modo espiritual de viver do índio. Índio não tem religião ou doutrinamento. Ele é livre e é conectado com a Divina-Mãe-Terra. Religião e doutrinamento são invenções do homem-branco levado pela ganância do sistema, para dominar o próprio homem. 
Mitákuye Oyás’iŋ ! = Somos todos UM!

Não se iluda com a SOMA, porque é na DIVISÃO que nada se DIMINUE, mas se MULTIPLICA para formar UM".  (Thunna Burnama) 

Thunna Burnama(Thunkásila Hehaka Phá)



sábado, 16 de setembro de 2017

12.Vácuo Galático e Núcleo Galático (REPOSTAGEM)

Qualquer ser humano em busca de Iluminação e Resgate de sua Consciência Divina, pode recorrer ao Vácuo Galático para fazer “uma limpeza pesada” das energias opressivas, obstrutivas, deletérias e dominadoras de sua soberania, bem como livrar-se dos seres da “hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz”.
Energias deletérias dominantes, formas de pensamentos, programas e  implantes etéreos que são mandados para o Vácuo Galático, são levados diretamente para o Núcleo Galático para serem transmutados em pura energia. Mas os seres com almas como os reptilianos e greys, por exemplo, se enviados para o Núcleo Galático ou são transmutados, limpos de sua maléfica energia para reabilitação ou são destruídos. Portanto, se na sua “revogação/quebra de acordos” você sentir que “a hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz” tenta resistir à sua revogação de acordos,  reforce-a com essa “potente arma de proteção” com mais frequência. A liberdade de sua Alma de poder reencarnar-se com Consciência Divina na próxima reencarnação e soltar-se das amarras draco-reptilianas da falsa-luz começam aqui enquanto está encarnado.
A grande maioria desses seres não quer ser reabilitado, porque eles próprios escolheram e decidiram estar na escuridão, abduzindo, provocando, ameaçando, invadindo planetas e a soberania de seus habitantes,  iludindo e escravizando os seres humanos. Eles se mantém alimentados através das energias do medo, do ódio, das doenças, dos sofrimentos e das violências dos seres humanos.
Devido a calcificação da glândula pineal que impede a abertura da Terceira Visão, muitos companheiros de Jornada estão sendo levados e facilmente enganados por eles, que se transvestem de “extraterrestres bonzinhos”,“anjos”, “mensageiros”, “pregadores religiosos”e “seres da luz nas incorporações e canalizações, quando, em verdade, os seres da luz respeitam a lei universal de não sugar a energia e/ou invadir o espaço soberano dos seres encarnados(incorporação). Esses seres da falsa-luz,  tem também a capacidade de curar doenças causadas por eles mesmos para fazer “o doente” aceitar as suas curas  mas lhe “cobra” alto preço por isso sugando a sua energia e sua soberania espiritual. São dessa e de tantas outras centenas de maneiras, que eles se “alimentam”.

Vácuo Galático é, em verdade, o espaço sideral. É toda a área física do Universo que contém baixa densidade de partículas, predominando o plasma de hidrogênio e hélio, além de radiação eletromagnética, campos magnéticos, poeira interestelar e raios cósmicos. Já o Núcleo Galático, é o Centro Gravitacional das Galáxias; é o lar dos chamados “buracos negros”. A Via Láctea que é o coração pulsante de nossa Galáxia, é formada pelo Centro Galático.

Obs.: Um modelo de “Revogação/Quebra de acordos feitos inconscientemente” é o texto-mensagem nº 5 da Série “Reencarnação Inconsciente” com 11 textos-mensagens postados neste Blog.
Thunna Burnama (Thunkásila Hehaka Phá)



terça-feira, 12 de setembro de 2017

11.Reencarnação Inconsciente: na Terra, nada é o que parece(final) (REPOSTAGEM)

Nada parece ser o que nos apresenta aos olhos físicos, é o que posso certamente dizer. Não tenho como provar materialmente, qualquer fato do que escrevi nesses textos-mensagens do primeiro até aqui, nesta série do texto-mensagem de 01 ao 11 chamada “Reencarnação Inconsciente”, porque cada um “se apronta na sua hora” e não há mesmo como “provar” apenas falando, escrevendo... Quem ainda não estiver “pronto”, não aceitará de forma alguma, mas aos “prontos”, eu sugiro muita  “cautela”. Quem não se “aprontar” nesta existência, certamente se aprontará na próxima vindoura ou na próxima ou...quem sabe !!!
Passei-lhe nesses textos-mensagens, o conteúdo do que “me chegou” de meu Eu Divino - sem qualquer pretensão de afligir ou ofender qualquer companheiro nesta jornada na Terra. Mas cada um tem de “estar pronto” para SENTIR. Se não está ainda pronto para sentir, fique atento e pondere, porque esses seres draco-reptilianos se revestem de tenras conversas, lindas e serenas aparências angelicais e amicais, transmitindo sensações de amorosidade, ternura, paz... muita serenidade... mas...muita astúcia  para nos enganar. Não confie na sua “pele de cordeiro”!!! Fique “esperto”, porque infelizmente, na Terra, nada é o que parece. Os Alpha-draconianos do time dos draco-reptilianos na falsa-luz, são muito violentos. Esses seres estão em disfarce na Terra, há milhares de anos enganando, iludindo, abduzindo, escravizando, criando hologramas de “santos” “deuses”e “anjos”, que se mostram serenos, meigos, com lindos arquétipos para nos iludir, nos envolver, nos emocionar e nos levar à escravidão já programada por eles. O dia à dia tem mostrado muitos pregadores evangélicos gananciosamente ardilosos para lhe prender à falsa-luz, tanto quanto o céu já tem mostrado figuras angelicais para enganar e comover os presos às religiões, incorporações e doutrinamentos. Fiquem espertos, meus companheiros da Luz Divina, porque a Fonte da Luz é Soberana e não envia “portadores, representantes ou mensageiros”; Ela “fala” diretamente aos corações.

As dificuldades, a violência, a mentira e a corrupção política porque a humanidade tem passado e enfrentado é, sem qualquer sombra de dúvida, culpa desses seres maquiavélicos e não da humanidade como eles querem que acreditemos. Dizem eles, que a culpa é dos seres humanos que acreditam em tudo que lhes emociona! Portanto, caro companheiro de jornada terrena, confie apenas no seu Eu Interior, porque tudo está DENTRO DE CADA UM DE NÓS. Medite para que as provas que me são impossíveis mostrar-lhe, sejam afirmadamente possíveis através do seu Eu Divino nas suas meditações diárias.
Somos Luz Divina iluminados, em uma vestimenta tridimensional chamada “corpo”. Não creia, pois, absolutamente, em mensagens canalizadas e incorporadas, porque a verdade está dentro de cada um, com o nosso Eu Interior. Busque confirmar-“SE”!!! Não confie, convincentemente, nas figuras holográficas e “suas mensagens”; não se deixe levar pelas mensagens da internet, pregações, emoção, pelos livros e textos escritos, por orações ardilmente montadas por um deus fictício, porque como dito no início “nada parece ser o que nos apresenta aos olhos físicos”
Infelizmente. Vivemos uma “farsa” na Terra de agora e não há mesmo como saber quem é quem dentro desta realidade que vivemos. A garantia é “estar sempre conectado com a Fonte Divina”, meditar e sempre afirmar – com vigor espiritual – a nossa soberania.

Quanto ao modelo de “Quebra de acordos” postado no texto-mensagem n° 5, para remoção da programação que nos foi infundida, leva algum tempo, muita força de vontade continuada de cada um. Diga diuturnamente: ‘Eu sou Luz Divina; sou Soberano e nenhum ser tem a minha permissão de me governar, de sugar a minha energia, de invadir o meu espaço soberano encarnado. Eu sou Soberano sob a iluminação da Divina Fonte da Luz, do Poder e da Vida!”
Não desanime !
                                                Thunna Burnama


                                                     Texto-mensagem final da série “Reencarnação Inconsciente”.
Thunna Burnama(Thunkásila Hehaka Phá)

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

10.Reencarnação Inconsciente: as Leis Universais e a verdadeira Nova Era (REPOSTAGEM)

Obs.: “Como ‘Reencarnação Inconsciente’ é uma série com 11 textos-mensagens em continuidade um do outro, comece a leitura pelo texto-mensagem n° 1 para total entendimento, porque a leitura de um só texto-mensagem não lhe trará compreensão total”.

Nos planetas evoluídos, onde o amor incondicional é a energia condutora de toda a vida, os seres não vão à escola estudar “disciplinas escolares”, porque eles não tiveram suas consciências “roubadas”, e portanto são Seres Conscientes, que estudam apenas “Leis Universais”. É importantíssimo conhecê-las para que o ser da Luz Divina não acabe por avançar fronteiras etéreas que possam interferir no direito de liberdade de outrem.
Vivemos uma “falsa nova era” onde a “hierarquia mentirosa da falsa-luz” do “astuto-mentiroso,  - o “maquiavélico demiurgo” - , tem “dado as cartas” desde há milhares de anos lineares. Eles fazem tudo o  que for necessário para que a humanidade não tenha conhecimento da verdadeira Nova Era e das Leis Universais Divinas,  a fim de que as “suas falsas leis universais”, continuem ativas como tem sido ao longo de séculos e séculos.

A “Nova Era”, em verdade, não é um acontecimento religioso, longe disso,  mas um acontecimento multiuniversal da Ciência Espiritual. É o Ciclo do nosso Sol em torno do Grande Sol Central que acontece de 26 mil à 26 mil anos lineares, trazendo uma Nova Consciência Dimensional para o Ser-Senciente-Terra. É realmente um novo ciclo, com mudanças energéticas e oportunidades para a evolução dos povos; um novo tempo e oportunidades de mudanças para todos os inconscientes ainda ligados à qualquer crença religiosa, ego, arrogância, ambição, preconceito, associações e/ou clubes fechados, seitas, doutrinas, etc., etc. Entretanto, o oportunista “astuto-demiurgo” com o seu “exército da falsa-luz com os “corruptos criadores do karma” e  com os seus “hologramas angelicais” para iludir a humanidade, deram a esse acontecimento o toque de oportunismo para mais uma vez enganar, limitar, oprimir, trazer a violência, a mentira e escravidão à humanidade terrena.
Há vários ensinamentos distorcidos na “falsa nova era”, cujo “astuto-demiurgo” quer nos fazer “engolir” uma enorme quantidade de ensinamentos ”indigestos”. É preciso que a humanidade busque recuperar a sua Consciência Divina fazendo a revogação dos acordos, para percepção dos engodos holográficos da falsa-luz.

A pura verdade, é que nunca estivemos separados da Fonte Divina como quer admitir “o astuto-mentiroso”, pois como seres de Luz Divina que somos e parte integrante da Fonte Infinita da Luz Divina,  isso seria impossível. Os seres da falsa-luz tem enfatizado  grande mentira de que não há Leis Universais, para assim poderem persuadir os “menos informados” a submeterem  à vontade dos “corruptos e corruptores criadores do karma” e reverenciarem os seres “não-existentes-angelicais”, mas holograficamente criados pela ”hierarquia da falsa-luz”. “Só assim, a humanidade terá “autorização” para entrar no reino do céu”, diz o “astuto-mentiroso” com todo o seu time maquiavélico. Assim, a humanidade “é levada a crer” em santos, anjos, arcanjos, mestres, ascensos, falsas mensagens de seres extraterrestres, falso deus, falsa-luz, falsa nova era, etc., etc.,etc., etc.

A Lei Universal diz,que todo ser é livre e soberano, tendo, portanto, o direito à liberdade plena de se manifestar e expressar livremente, bem como de se reencarnar ou não quando desejar,   mas não tem o direito de prejudicar a outrem. Assim, os seres da “hierarquia da falsa luz” com toda a sua equipe e o “astuto-demiurgo”, não tem permissão alguma para nos prejudicar e cumpre-nos defender-nos com muito rigor, com a nossa Luz Divina.
A “hierarquia mentirosa da falsa luz”, que perfidamente se diz espiritual, quer dominar a Terra  e a sua humanidade manipulando suas mentes, abduzindo, sugando energias através das crenças, da adoração aos hologramas,  sessões espíritas com incorporações,  confusões, decepções, violência sexual, apatia, bailes carnavalescos, vícios, sofrimentos, doenças, crimes...  e claramente violentando as Leis Universais com os seus engodos e falcatruas. É o que tem frequentemente  acontecido em países menos evoluídos com seus  povos de baixa formação educacional, que são “manipulados” por governos subjugados às energias sugadoras dessa hierarquia.  No momento que cada um se declarar soberano e que nenhum ser, seja lá quem for, tem o direito de sugar a sua  energia, tudo começa a mudar radicalmente.
                                                                                                        ( Continua...)

Obs.: O modelo de “Quebra de Acordo” está no texto-mensagem n° 5. Clique o link
Thunna Burnama (Thunkásila Hehaka Phá)



segunda-feira, 4 de setembro de 2017

9.Reencarnação Inconsciente: transmigração kármica(REPOSTAGEM)

Obs.: “Como ‘Reencarnação Inconsciente’ é uma série com 11 textos-mensagens em continuidade um do outro, comece a leitura pelo texto-mensagem n° 1 para total entendimento, porque a leitura de um só texto-mensagem não lhe trará compreensão total”.

Quando todos os estratagemas dos “corruptos criadores do karma”, não são suficientemente  hábeis para persuadir o ser que acaba de morrer que ele “precisa” reencarnar imediatamente,  esses devassos seres maquiavélicos buscam “sutilezas ardilosas” mais convincentes e aterradoras, como, “...senão, meu filho, você “precisará” ir para o “ inferno, para o umbral, para o purgatório ou para qualquer outra dimensão inferior”.  Daí, dizem ao ser morto,  que ele cometeu coisas terrivelmente aterradoras em vidas anteriores e na vida recém passada, das quais ele não tem lembranças devido a perda da sua consciência. Usam de todos os meios repugnantes e gracilmente astuciosos para fazê-lo sentir-se “pecador”, “culpado”, “arrependido” e “com remorso”. Dizem que devido as atrocidades cometidas na vida que acabou de deixar, ele “tem grandes necessidades” de reencarnar  em condicões especiais reparadoras do “pecado, das falhas, das ações maléficas, etc., etc”. Se o ser não era “preso” à alguma religião com suas doutrinas indutoras,  eles o convencem  mostrando a ele, como a um “filme”, a vida horrível de um ser da hierarquia maquiavélica que cometeu centenas de assassinatos, estupros, roubos  e uma vida bandida, de miséria e repleta de atrocidades,  mas...como se fosse a vida do recém morto.
A doutrina espírita “induz” fervorosamente o ser humano encarnado na Terra, à reencarnação e usa a metempsicopatia (incorporação), o que não é lícito a um Ser de Luz Divina dentro das Leis Divinas que régem o Multiuniverso. Dois espíritos divinos, iluminados,  não podem ocupar o mesmo corpo carnal (metempsicose) sendo uma séria contravenção às Leis Universais tanto quanto a metemsomatose(mudança de um corpo para outro). Já a transmigração kármica é a transferência dos acontecimentos da vida de outrem para outro ser inconsciente,  feita maleficamente pelos “corruptos criadores do karma” para induzí-lo a “pagar” por um “falso karma”. A Fonte Divina é Soberana e não interfere ou invade o campo vibratório do ser, razão porque a Fonte usa a “telepatia do amor decodificada no coração”, mas nunca fala à sua cabeça, “manda recados” ou incorpora algum ser.
Os seres da “hierarquia da falsa luz e das trevas”, portanto fora da Fonte Divina, não respeitam as Leis Multiuniversais, e por isso incorporam os metempsicopatas(médiuns) induzindo-os e  muitos creem que são Seres da Divina Luz Verdadeira.

O ser então, para “pagar” pelo seu karma e não ser conduzido ao “inferno, ao umbral , ao purgatório, etc.,etc.” aceita a nova reencarnação com o sentimento arruinado em profundo remorso. Aquele que durante a sua vida, não “se prendeu” a religião alguma é convencido a reencarnar pelo engodo da miséria, da pobreza extrema, dos defeitos físicos, da vida bandida, dos difíceis relacionamentos com mulheres, problemas sexuais, etc., etc. Quando muitos são chipados pelos inúmeros programas pré-estabelecidos pelos “corruptos criadores do karma”.
Quando todo engodo usado, não é suficientemente hábil para convencer o ser, os “repulsivos criadores do karma” vão mais além com os seus planos maquiavélicos, “gracilmente convencendo” o ser, que para evitar o inferno, o umbral, o purgatório ou uma reencarnação adversa da riqueza, e ter que “pagar” o seu débito com o karma, ele deve reencarnar num corpo paralítico, aleijado, doente  e viver na pura miséria, quando muitos sequer podem se locomover. Mas o medo de ser enviado para o inexistente “inferno” ou viver na total miséria é tão amedrontador, que ele acaba acatando a opção. Em verdade, esse ser terá uma vida horrorosa e repulsiva, repleta de enormes desafios amorosos, financeiros, competitivos, sexuais, com as leis sociais, com a polícia, de locomoção e preconceitos.
Essa transmigração ou deslocamento kármico de um ser maléfico para o ser recém morto, permitirá que os “corruptos criadores do karma” propicie ao ser uma vida abundantemente difícil, maléfica e miserável, sendo quase  impossível de ser levada a cabo, mas...para a “salvação de sua alma”, de sua vaidade, de ter uma vida farta e rica,  o inconsciente ser aceitou a terrível proposta de reencarnação, que, com toda certeza, essa energia maléfica e horripilante  alimentará a toda “hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz e trevas” abundantemente, para a satisfação total do “astuto-mentiroso”, o “maquiavélico demiurgo”.
Sutilezas convincentes é que não faltam para essa “hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz e trevas” do “astuto-demiurgo”.

O ser humano é multidimensional, Pura Luz Divina; Ser Conscientemente Iluminado e se reencarnando conscientemente, não comete “infrações” às Leis Universais devido a sua Pureza Divina. Ele jamais terá uma vida de perversidade, má índole e miséria! Foi e é a proposta da Fonte.
Devido a sua pureza divina,  o ser consciente jamais é julgado. Mesmo ele sendo levado pela “hierarquia da falsa luz” do “astuto-mentiroso” a cometer atrocidades , porque a Luz Divina quando procurava se emergir de seu corpo sem vida foi interceptada pela falsa-luz dos “corruptos criadores do karma” hipnotizando-o, mas, a Luz Divina tem ciência do acontecido, mas não o ser. A Luz Divina não interfere, absolutamente. Compete ao ser buscar a recuperação de sua Consciência Divina quando roubada. Todavia, a má energia de seus atos produz o “efeito da causa” na sua vida.

A religião com suas doutrinas,  é o “projeto master” para o “astuto-demiurgo” limitar, oprimir, enganar, iludir e dominar o ser humano, entretanto ele usa de vários outros artifícios asquerosos como os “programas kármicos” que são implantados no ser após induzí-lo.

Como estes próximos anos vindouros são a oportunidade ímpar do ser humano fazer a sua escolha entre a Luz Divina e a falsa-luz, devido a grande vibração solar que já sentimos,  é de extrema importância que o ser humano terreno se conecte à Fonte Divina, - totalmente fora do controle do “astuto-mentiroso” -, para evitar que a Terra passe pela semelhante devastação acontecida na superfície de Marte, com os arianos, pelos draco-reptilianos.  Também os humanos telosianos que vivem na intraterra, estão sendo “atacados” com os  hologramas da falsa-luz.
Para os draco-reptilianos, o interesse é o domínio do ser humano, devido ao seu DNA e o planeta.
Ninguém encarnado na Terra está impune aos acordos feitos inconscientemente, porque a maioria dos seres livres do multiuniverso que encarnaram  na Terra, se acharam fortes e confiantes que poderiam vencer e aniquilar as limitações que “assinaram no contrato”. Haviam muitas dificuldades impostas e não impostas, mas alguns de nós ajustamos o acordo com maior favorecimento pessoal  que outros e tivemos menos danos. Portanto, a fim de prosseguir com nossas missões com mais transparência da Luz Divina e ajudar a tantos companheiros de jornada terrena a sair desta ‘prisão”, é importantíssimo arrebatar toda a energia maquiavélica do “astuto-mentiroso” em nós.
                                                                                           (Continua...)
Obs.: O modelo de “Quebra de Acordo” está no texto-mensagem n° 5. Clique o link
http://atlantisburnama.blogspot.com.br/2016/02/5reencarnacao-inconsciente-quebra-de.html
Thunna Burnama (Thunkásila Hehaka Phá)



quarta-feira, 30 de agosto de 2017

8.Reencarnação Inconsciente: karma e os "senhores" do karma.(REPOSTAGEM)

Obs.: “Como “Reencarnação Inconsciente” é uma série com 11 textos-mensagens em continuidade um do outro, comece a leitura pelo texto-mensagem n° 1 para total entendimento, porque a leitura de um só texto-mensagem não lhe trará compreensão total.

Como inferência aos “menos conscientes”, lembro-lhes que somos Luz Divina, seres iluminados em busca da recuperação de nossas consciências“roubadas”  pela “hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz” do maquiavélico demiurgo,  por ocasião de nossas reencarnações anteriores e  nesta existência atual também. Compomos com a Fonte Divina, o Corpo de Luz do planeta, portanto nossa natureza é ser Luz Divina Consciente e não manipulada e nada devemos à “hierarquia da falsa-luz” do “astuto-demiurgo” e aos “criadores do karma”, que induzem o povo da Terra com suas falsas alegações como “senhores do karma”.  Os enganadores “corruptos criadores do karma”, compõem o time maquiavélico e horrendo da hierarquia draco-reptiliana da falsa-luz”, que  violam a liberdade do ser humano terreno forçando-o gracilmente a se encarnar inconsciente, induzida e sucessivamente numa grave transgressão às Leis Universais. Pelas Leis Universais, fora do sistema maquiavélico do “demiurgo”, a Alma é totalmente livre para encarnar conscientemente escolhendo o seu tempo e o seu planeta, sem qualquer interferência desse ou daquele ser. Não temos karma à pagar, absolutamente, mas lições à aprender. Portanto, somos soberanos e não  subjulgados a qualquer ser, sobretudo  à ardilosa “hierarquia da falsa-luz” da qual os “devassos criadores do karma” fazem parte ativa.  Não existe qualquer hierarquia superior que determine o que deve ser ou não feito pelas Almas;  mas os “criadores do karma” vem persuadindo e manipulando os seres humanos para que eles nunca saiam da Roda da Encarnação Inconsciente e induzida.
Na encarnação consciente, a Alma vem para uma missão da Luz Divina, tendo uma vida de completa consciência de suas existências pregressas, com os poderes dimensionais da Luz Divina.
Os “devassos criadores do karma”, que são do esquadrão maquiavélico do “astuto-demiurgo”, tem pesado débito com os humanos da Terra, infernizando suas vidas com os malefícios do karma. São seres astuciosos e pavorosos sem qualquer sentimento, prontos para incitar e manipular as Almas com o seu jogo sujo e levá-las a se reencarnar infinitamente, sem consciência, e sutilmente fazê-las aceitar a falsa-luz das crenças religiosas, com seu falso deus, mestres ascensos, anjos, santos, arcanjos, doutrinas, etc., etc. Tudo isso não passa de hologramas criados pelo maquiavélico demiurgo, com a sua hierarquia de falsa-luz e trevas. Todo o jogo sujo e ardiloso desse time cruel tem início, quando a pessoa morre. Eles chegam até a Alma que está deixando o corpo físico e “transvestidos de luz” como se fossem da Luz Divina verdadeira, se dizem “senhores do karma” e ali estão para uma “avaliação da luz”. Nesse exato momento, eles recebem ajuda de seres de seu próprio time cruel que se passam por hologramas conhecidos como arcanjos, anjos, santos, mestres ascensos, saint germain, jesus, etc.,etc., para “fazer” você acreditar. (são seres que nunca existiram a não ser no simbolismo religioso na Terra). É bom que se diga, que não existe na morte, a chamada “avaliação da luz”. A Alma é livre e nunca julgada pelos fatos ou ações  passados na vida que acaba de deixar o corpo físico. Não há culpa ou pecado. Isso é engodo da religião, e por conseguinte da “hierarquia da falsa-luz”, uma vez que a religião é o “projeto master” para manipulação e domínio do Povo na Terra que é Ser humano Divino. Em outras palavras, a religião com suas doutrinas, dogmas, escritos, ambição, hologramas e pregações, é o veneno que está consumindo a Consciência de todo o Povo na Terra trazendo, inclusive, sérios conflitos universais há milênios. O propósito é não permitir que o ser humano  saiba que é soberano, “senhor” de si.
Bem... continuando... quando o corpo morre, a Verdadeira Luz Divina teria que emergir de dentro desse corpo que acaba de morrer, ( porque todo ser é Luz Divina),  e a Alma do corpo divisaria e saberia das “camadas da falsa-luz” que ele gerou quando ainda estava encarnado. Mas o que acontece é que no momento que a Luz Verdadeira está pronta para emergir, os “corruptos senhores do karma” distraem o ser com uma outra luz(falsa), e essa luz distrai a Luz que está para se emergir e “hipnotiza” o ser através de uma frequência malévola que produz a energia da crença religiosa que o respectivo ser se alimentou quando estava vivo na Terra.O ser não tem tempo para refletir sobre o que está ocorrendo com ele, porque tudo é feito ardilosamente muito rapidamente. Dai, para maior convencimento, os “corruptos criadores do karma” fazem o ser  se lembrar de sua “suposta”vida recém vivida como a um “filme”,  focando, todos os desapontamentos que teve, desejos não realizados, dificuldades financeiras, brigas, desilusões, experiências dolorosas, pobreza,”pecados”etc., etc.  Dai, após “ver” o que viu, os “criadores do karma” o convence – forçando-o sutilmente – a reencarnar imediatamente para “pagar o seu karma”.
E o ser, pela lembrança de “sua crença religiosa ilusória” enquanto estava encarnado, sentindo-se “culpado, falho e errado”, se reencarna num ciclo viciosamente infinito, tendo sempre vidas cada vez mais difíceis, perniciosas e muito mais pobreza, desolações, brigas familiares, difícil relacionamento com o(a) companheiro(a), separações, desempregos,  etc. etc. Com a manipulada “revisão de vida” feita pelos “corruptos criadores do karma” e os hologramas da falsa-luz, o ser se sente muito frustrado, mal, enfraquecido, “pecador” e “devedor” e é exatamente o que os “astuciosos criadores do karma” desejam e querem de todos. Dai...eles falam para o ser desencarnado,  que apesar de ter falhado tanto na vida anterior, será, contudo, lhe dado uma outra oportunidade “para fazer a coisa certa” numa nova reencarnação. O ser se sente enaltecido, probo e digno e até agradecido por esta oportunidade de redenção e aceita “cair na armadilha deles”, “engolindo” todo e qualquer acordo que os “astuciosos criadores do karma” estipularem. Dai...bem... tudo se repete infinitamente, sem que o ser perceba o que de fato ocorreu! E o inconsciente crente religioso é, mais uma das milhares de vezes,  iludido e enganado sutilmente pelos “corruptos criadores do karma”!!!
Veja que um dizimista dá o seu “dízimo” fielmente para o “astuto-mentiroso” e a seu “esquadrão trevoso e da falsa-luz”, e deixa, inclusive, de pagar o seu aluguel ou a um compromisso. Há operários braçais que tiram 50% de seu árduo salário e dão como oferta a uma igreja palaciana, que, inclusive, o pregador achou que o operário deveria dar o seu “tudo”!
O “pecado” e  o medo de ser mandado para o” inferno” são  tão grandes dentro do sistema de  crenças religiosas, que o ser faz qualquer acordo para ter a oportunidade de reencarnar  e entrar no “reino dos céus”, que é verdadeiramente o “reino das trevas, da falsa luz”,  dos “corruptos criadores do karma”, do “astuto-demiurgo”. Se a pessoa cresceu dentro da doutrina cristã, com a sua igreja, padres e pregadores, ele encontrará, holograficamente,  o jesus, anjos, arcanjos, o ascensos mas lhe é advertido que ainda não é o seu momento de “entrar no reino dos céus”.
Então, nesse tribunal mentiroso e malévolo dos “astuciosos senhores do karma”,  -  o “juiz supremo desse tribunal ardiloso”,  “bate o martelo” e a pessoa retorna à Roda Infinita das Encarnações Induzidas Inconscientemente, sem nunca atingir a evolução exigida para a liberdade tão prometida pela falsa-luz.
Infelizmente, se a pessoa não buscar “quebrar esses acordos escravagistas” com ânimo e determinação da Luz Divina, vai reencarnar, inconscientemente, centenas de milhares de vezes, num ciclo ilusório e vicioso, para alimentar com a sua energia, o “astuto-mentiroso” com toda a sua enorme equipe da “hierarquia trevosa da falsa-luz e das trevas”, quando em verdade  somos Luz Livre Divinal que tivemos a nossa Consciência roubada por essa “hierarquia trevosa sem qualquer sentimento”.
                                                                                                            (Continua...)

“Sei que, possivelmente, tem sido difícil para muitos leitores aceitar o que tenho revelado nos meus textos-mensagens, mas o meu compromisso é com a Fonte Divina e Suas Verdades, sejam elas quais forem. 
Thunna Burnama (Thunkásila Hehaka Phá)